Resenha: Revelação Mesmeriana - #12mesesdepoe - maio

12:14

edgar allan poe revelação mesmeriana mesmeric revelation 12mesesdepoe anna costa

Edgar Allan Poe sabia que a eficiência das histórias parte da intenção das pessoas em acreditar que as elas podem ser reais. No século XIX os Estados Unidos explodiram de teorias sobre ciência, e fenômenos paranormais e Poe adorava incorporar estas teorias nas histórias dele, muitas vezes falando de coisas bem à frente de seu tempo. Já vimos isso no conto de fevereiro (O Demônio da Perversidade, onde Poe falou sobre repressão 50 anos antes de Freud). No caso desse conto, podemos ver algumas expressões budistas e até mesmo espíritas, sendo que o espiritismo começou anos depois da publicação deste conto, em 1844. Podemos ver neste conto a utilização da hipnose para manipulação do consciente, mas naquela época a hipnose era conhecida por MESMERISMO.

se quiser ver esta resenha em vídeo, clique no play! <3

O QUE É MESMERISMO?
Magnetismo e mesmerismo são termos para definir o que hoje conhecemos por hipnose. Esta foi uma doutrina médica criada pelo alemão Franz Anton Mesmer. Mesmer discorre justamente sobre o magnetismo animal, que emana dos indivíduos; ela pode, através da prática constante, ser ampliada, como ocorre com os magnetizadores, aqueles que exercitam o uso desta energia. Hoje mesmerismo virou sinônimo deste magnetismo, por conta dos estudos e exercícios realizados por este pesquisador, mas suas teorias já foram refutadas a tempos.

A HISTÓRIA
O conto inicia com o narrador (que também é personagem) explicando que o magnetismo deixa a pessoa em condições físicas que se assemelham a da morte, uma espécie de coma. No entanto, as faculdades intelectuais são intensificadas. Depois desta breve introdução, ele começa a narrar uma conversa que teve entre ele e uma pessoa magnetizada, um homem chamado Sr. Vankirk. Este, vinha sido tratado pelo narrador de uma condição chamada tísica, uma tuberculose (doença tal que matou precocemente a mulher de Poe, Virginia). Segundo o narrador, a doença vinha sido tratada com sucesso pelo magnetismo, até que um dia o Sr. Vankirk chama o narrador à sua cabeceira, sentindo dores e palpitações. O narrador fala sobre uma tentativa de aliviar o sofrimento através da aplicação de mostarda. Tal ação vem da acupuntura, método em que geralmente se utiliza sementes de mostarda ao invés de agulhas para aplicar pressão. A aplicação da mostarda porém, não causou efeitos nos sintomas de Vankirk.

Então o narrador magnetiza o paciente, o que imediatamente acalmou seus sintomas. Ele transcreve uma entrevista que ocorreu entre ele e o paciente em estado mesmérico. Um detalhe é que para colocar as iniciais na entrevista, ele atribuiu V a Vankirk e P para si, o que nos leva a crer que o P corresponde não ao narrador, mas ao próprio Poe.

edgar allan poe revelação mesmeriana mesmeric revelation 12mesesdepoe anna costa

Ao perguntar ao paciente como sua enfermidade cessará, este responde que vai morrer, e que gostaria de estar morto, mas que a condição magnética é perto o bastante da morte e isso o satisfaz. Ao ser perguntado sobre Deus e após uma longa conversa sobre átomos, matéria, espírito e metafísica, Vankirk responde que Deus é a perfeição da matéria, e que todas as coisas criadas são apenas os pensamentos de Deus, e que o homem, se desprovido de corpo, seria Deus. É curioso como ele não fala da visão bíblica de Deus, mas da metafísica. 

V. – Existem dois corpos, o rudimentar e o completo; correspondem com as condições da lagarta e da borboleta. O que chamamos de morte é nada além de uma dolorosa metamorfose. A nossa encarnação presente é primitiva, temporária e preparatória. A próxima é imortal, o design completo”. 

O pós-morte é a continuidade da conversa, o que é a vida inorgânica (a vida sem o corpo). O narrador precisa acordá-lo após perceber que ele estava muito fraco. Ele morre logo após, mas o rigor que se instala no seu corpo naquele momento é tão grande como o de alguém que já estivesse morto há muitas horas. 

A intenção de Poe talvez fosse mostrar que a hipnose não apenas funcionava, mas foi capaz de suspender a morte. 

Se você leu o conto de fevereiro, vai se lembrar do quanto o narrador falava incansavelmente no Demônio da Perversidade, e na sua própria narrativa ele dizia que a verborragia era uma forma de perversidade? Aqui Poe repete esta técnica, pois ao explicar o que é o mesmerismo e inserir a gente numa conversa mesmérica, nós leitores somos hipnotizados, já que estamos concentrados intensamente num pensamento (neste caso, a história de Poe). A fala de Vankirk nos leva ao transe mesmérico, e o hipnotizado vira hipnotizador. Bem pensado, Sr. Poe. 

edgar allan poe revelação mesmeriana mesmeric revelation 12mesesdepoe anna costa



VÍDEOS
A playlist com os vídeos que encontrei mencionando o desafio continua sendo alimentada, e você pode assistir todos abaixo ou dar uma olhadinha direto no Youtube. E se você fez algum vídeo que eu não encontrei, me manda o link aqui nos comentários que eu adiciono na playlist com o maior prazer!


Novamente agradeço toda a divulgação, a participação no desafio e nas páginas. Obrigada de coração! <3

FORMAS DE PARTICIPAR DO DESAFIO

Você também pode gostar

0 comments

Obrigada por ler o post até o fim! Eu sempre respondo os comentários, então se você gostaria de ver minha resposta, clique no botão "notificar-me"!
<3

Subscribe