Um update sobre minhas cachorras, e novo integrante da casa

08:15

Sabe quando parece que você pede uma coisa pro universo e ele atende? Não muito tempo atrás eu falei aqui no blog sobre as minhas cachorras, Mel e Minhoca, e as brigas constantes delas, e o fato de que eu estava sozinha pra conviver com elas e tentar fazer elas se gostarem, serem amigas, pararem de brigar. De alguma forma, isso aconteceu. 

Não consigo dizer que atitude minha (ou falta de atitude) ocasionou essa mudança de comportamento delas, mas eu posso dizer que nos últimos dois anos elas nunca se deram tão bem. Desde a hora em que acordo e vou soltá-las pra dar bom dia, até mesmo na hora de comer, elas brincam o tempo todo. O tempo todo! É uma coisa linda de ver, geralmente a Mel sai correndo e a Minhoca corre atrás mordendo o rabo dela, ou a Minhoca se joga em cima da Mel chamando pra brincar. Vê-las juntas aquece meu coração, não há dia ruim que resista a vê-las se dando bem.

gato filhote

Alguns dias atrás, sob meus protestos, minha sogra trouxe um gatinho filhote pra casa. Imagina trazer um gato pra um ambiente com dois cachorros de porte médio que mal conviviam entre si? Eu fiquei apavorada, afinal não sei o que pode causar um desentendimento entre as cachorras, e obviamente um gato seria algo pelo qual as duas disputariam. Eu temia pelo gato, por elas, e por mim. 

gato filhote

Por alguns dias o pobrezinho ficou trancado no quarto enquanto as cachorras ficavam soltas, afinal eu não pretendo mudar a rotina delas que está dando certo por causa dele. Nos momentos em que elas ficavam presas ou enquanto eu ia trabalhar, ele ficava se aventurando pela casa em segurança. Se dependesse da minha coragem, ainda estaríamos nessa dinâmica, mas minha sogra conseguiu colocar os três no mesmo ambiente sem nenhuma crise. Essas fotos são do segundo dia em que eles ficaram soltos pela casa; obviamente o gatinho estava meio defensivo, mas as cachorras não tinham interesse nenhum em machucá-lo, apenas curiosidade e vontade de cheirar e tocar. Nesses dias, o gatinho ficava nos ambientes mais altos, ou embaixo de camas e armários, pra que as cachorras não pudessem alcançá-lo.

gato e cachorro

gato e cachorro na mesma casa

gato e cachorro na mesma casa

Quanto ao gatinho, ele é um fofo. Bem carente e carinhoso, adora brincar. Não sou muito acostumada com gatos, nunca tive um, não entendo nada sobre comportamento felino e está sendo muito louco pra mim. Quando ele está com fome ele mia descontroladamente até alguém dar comida pra ele, e ele adora arranhar e morder as coisas, bem diferente das cachorras.

Em uma semana, os três começaram a criar um vínculo muito gostoso. A Minhoca, que no fundo é uma criança, adora a energia do gatinho e os dois brincam juntos sempre que a Mel não está muito afim. Já encontrei o gatinho fazendo carinho na cabeça da Mel, e os três dormindo lado a lado no chão gelado da sala. 

P.S.  Se você quiser ver mais fotos desses três bobões, siga eles no instagram @mel.e.minhoca. Talvez eu tenha que mudar para "mel.minhoca.gato". <3

Você também pode gostar

0 comments

Subscribe