Resumo de janeiro: remédios, livros e projetos

12:58

Se eu tentasse prever como seria o meu começo de ano baseada na forma como passei os últimos dias de dezembro (que se resumiram a dissolver na cama, chorar e querer morrer), erraria feio. Jamais imaginaria que o começo de 2016 fosse ser tão... leve.

Comecei o ano sem muitas expectativas. Tirando os projetos que listei e que basicamente só incluíam fotografias, achei que ia ser um mês arrastado e chato, além de ser uma continuação do fracasso moral que foi dezembro. Desde que parei repentinamente de tomar os antidepressivos, tenho andado pisando em ovos, com muito medo de acontecer alguma coisa e eu não saber lidar, entrar em outra recaída. Cheguei até a comprar um floral para usar nos dias em que acordo e já sei que não tô legal, como um placebo. Achei que ia ficar viciada nele e que iria usar o tempo todo para evitar conflitos e pensamentos loucos, mas usei umas cinco vezes e esqueci da existência dele.

No início do mês decidi dar início a um projeto que foi concebido e queria nascer na hora, o desafio #12mesesdePoe. No mesmo dia criei as regras, o post, a página no facebook e comecei a divulgar. O resultado? Mais de 1000 pessoas participando, dezenas de posts pela internet afora, e um monte de amizades novas feitas. Estou preparando um post só mostrando como foi o mês de janeiro para o desafio. No âmbito pessoal, o desafio me manteve ocupada durante o mês inteiro, com posts quase diários na página do facebook, então tive pouco tempo livre pra pensar merda e pirar.  

Também dei início a um canal no Youtube, que já tem dois vídeos. Um deles deu um trabalhão pra fazer, é uma espécie de booktrailer artístico do Maldito, a biografia do Zé do Caixão que ganhei da DarkSide Books e que vou publicar uma resenha completa essa semana. Tirei um dia e gravei também dois vídeos em que eu mostro a cara, mas não tive coragem de publicar ainda, sou muito crítica, eles não ficaram bons o suficiente e eu morro de vergonha de aparecer. Sem falar que, por não ter desenvoltura na frente das câmeras, fiquei parecendo um robô gótico apavorado

Nesse mês eu li o Maldito (666 páginas, gente!), O Menino do Pijama Listrado, Fique Onde Está e Então Corra (do mesmo autor do Pijama), e agora estou lendo O Ladrão do Tempo, também do John Boyne. Gostei demais da escrita dele e decidi ler logo todos os livros dele que tenho no Kobo.


Fui ao cinema duas vezes esse mês, pra assistir Snoopy & Charlie Brown (sim, duas vezes), então já posso dizer que pelo menos isso estou cumprindo da minha lista. O Projeto 355 desandou no meio do mês porque andei tão focada no desafio #12mesesdePoe que ia acabar tirando foto do notebook todos os dias... apesar disso esse mês teve muita foto bacana como as que ilustram este post. Estou perdendo a preguiça de usar a câmera profissional graças a este desafio. 

Agora em fevereiro já recomeçam as aulas, ainda não sei como vou fazer com meu tempo porque não sou muito organizada em relação a ele. Mas sei que se quiser manter o ritmo de leituras, postagens, vídeos e o projeto andando sem reprovar, vou ter que aprender a me organizar. Alguma dica? 

Você também pode gostar

2 comments

Obrigada por ler o post até o fim! Eu sempre respondo os comentários, então se você gostaria de ver minha resposta, clique no botão "notificar-me"!
<3

Subscribe